Pesquisar
Close this search box.
conecte 5g

O impacto do 5G na economia da América Latina e Brasil

O Diretor da Kyndryl, multinacional americana provedora de serviços de infraestrutura de tecnologia da informação, José Felipe Ruppenthal, faz uma análise sobre o impacto do 5G na América Latina e no Brasil. Confira:

“A sociedade e a economia mundial precisaram se adaptar ao novo normal depois de sairmos de uma das mais severas pandemias da história.

A pandemia do COVID-19 acelerou a chegada da era hiperconectada onde cerca de 87,5% das empresas instaladas no Brasil criaram e executaram iniciativas de transformação digital.

Nessa nova era, as tecnologias emergentes como o massive IoT (Internet of Things), vehicle-to-everything (V2X) e AI (Artificial Intelligence), realidade aumentada (AR), realidade virtual (VR) e mixed reality (XR) passaram a ocupar um espaço estratégico na discussão de como transformar os negócios.

Essas tecnologias são consideradas fundamentais para o sucesso de qualquer estratégia de negócio olhando para o futuro, a pressão por entregar mais valor para os clientes bate diariamente na porta de todas as empresas.

E qual é a peça que estava faltando para destravar o poder dos negócios? O 5G. É a tecnologia que irá ajudar a massificar o uso das soluções emergentes ajudando a transformar o negócio.

O 5G é uma das formas de impulsionar a recuperação econômica e ainda promover um desenvolvimento mais sustentável, o ecossistema envolvido entorno do 5G está estimulando o crescimento econômico.

Estudos recentes apontam que o 5G será o responsável por movimentar diretamente e indiretamente mais de 3,3 trilhões de dólares na América Latina até o ano de 2035, impactando diretamente mais de 650 milhões de pessoas.

No Brasil, o impacto no PIB (Produto Interno Bruto) deve chegar a 1,2 trilhão de dólares até 2035.

E nessa jornada os setores como a indústria, agronegócio, saneamento, saúde, energia, portos, construção civil e logística vão passar por uma grande transformação aproveitando todos os benefícios gerados por essa nova era.

Já temos casos de uso que o conjunto de 5G + tecnologias emergentes aumentaram em 25% a produtividade em algumas indústrias, reduziram em 40% o número de acidentes de trabalho, aumentaram em 15% a eficiência na colheita e ainda ampliaram em 25% a vida útil de alguns linhas de montagem.

Além disso, voltamos a falar de um tema que ficou esquecido por alguns anos, a Sociedade 5.0.

Na sociedade 5.0, o ser humano passa a ser o centro da transformação tecnológica e da inovação, diferente da indústria 4.0 onde a tecnologia está centrada no negócio.

Seu foco é melhorar a qualidade de vida, trazer bem-estar e resolver problemas sociais, usando a tecnologia.

É mais do que ser uma SMART CITY, é criar um modelo de organização social, usando tecnologias emergentes para resolver problemas do cotidiano como a segurança publica, trânsito, transporte, mobilidade, prevenção de desastres naturais e sustentabilidade.

Só o congestionamento de tráfego na Europa gera um impacto anual para a sociedade de 270 milhões de euros segundo o Tribunal de Contas Europeu.

Por isso a importância de se discutir, criar e acelerar iniciativas públicas ou privadas para acelerar a massificação do 5G, e claro, todas voltadas para o futuro.”

Fale conosco!